Perguntas e Respostas

1. Para que tipo de clientes são os Fundos Bradesco de Investimento?

O Bradesco oferece uma grande diversidade de Fundos para todos os tipos de clientes. Esses Fundos têm diversos valores para aplicações, prazos, rentabilidades, e riscos. Com certeza, há um Fundo Bradesco que se adapta às suas necessidades.

2. Qual a diferença básica entre Fundos de Renda Fixa, Fundos de Renda Variável e Fundos Multimercado?

Renda Fixa: Os Fundos de Renda Fixa não participam do mercado de ações. Estes Fundos investem em Títulos Prefixados e Pós-Fixados de baixo risco. Eles são principalmente recomendados para aplicações de curto e médio prazo.

Renda Variável: Estes Fundos têm a mais alta participação no mercado de ações. Historicamente, no longo prazo eles apresentam a mais elevada rentabilidade entre todos os tipos de Fundos. No entanto, eles também apresentam um risco maior no curto prazo. Eles são recomendados para aplicações de médio a longo prazo.

Fundos Multimercado: Os Fundos Multimercado alocam os recursos em Renda Fixa, Renda Variável e outros ativos, aproveitando as melhores características desses dois tipos de investimento. Dependendo da composição da carteira, eles podem apresentar um risco baixo, médio ou, ainda, alto. Para aproveitar as vantagens que esses Fundos oferecem, as aplicações devem permanecer por médio ou longo prazo. É bom lembrar que toda aplicação que tem parcela em Renda Variável, geralmente apresenta melhores retornos no longo prazo.

3. Por que os Fundos não podem garantir retornos?

Na maioria dos fundos, a composição de cada carteira é formada por papéis de dívidas. Estes papéis podem ser, por exemplo, do Governo, como LTN’s e LFT’s; papéis privados, como, por exemplo, debêntures, ou ainda ações, estas últimas representando uma fração de uma empresa. A valorização e/ou desvalorização destes papéis dependem, basicamente, da movimentação do mercado.


4. Por quanto tempo os meus recursos devem permanecer nos Fundos?

Usualmente, os Fundos de Renda Fixa são considerados de curto/médio prazo, já que apresentam riscos mínimos. Também recomendáveis para investimentos de longo prazo. Nos Fundos de Renda Variável e nos Fundos Multimercado, sugerimos que o cliente mantenha o seu dinheiro por um tempo maior para aproveitar todas as vantagens que eles oferecem. Os Fundos Multimercado podem oferecer retornos maiores no médio e longo prazo, enquanto os de Renda Variável apresentam melhores retornos no longo prazo.


5. Quais são os riscos de aplicar em Renda Fixa?

Estes Fundos podem apresentar retornos negativos devido a mudanças na taxa de juros do país. Esse risco é considerado mínimo pelo mercado financeiro. Se as carteiras forem compostas por Títulos Prefixados, os Fundos de Renda Fixa podem sofrer desvalorização em uma eventual mudança na política de juros. É preciso lembrar que a oscilação dos Títulos de Renda Fixa existe, embora seja consideravelmente menor do que no caso de Renda Variável. O motivo é que, em condições de economia estável, os juros não oscilam tanto como as ações.


6. Quais são os riscos de aplicar em Fundos de Renda Variável e nos Fundos Multimercado?

Estes Fundos têm participação no mercado de ações e, por esse motivo, experimentam variações maiores, dependendo da situação dos mercados nacional e internacional. Historicamente, quando o mercado está em baixa, eles experimentam uma queda acentuada. Por outro lado, quando o mercado está em alta, eles apresentam retornos muito superiores aos Fundos de Renda Fixa. Por esses motivos, são recomendados para aplicações de longo prazo.


7. Os Fundos Referenciados DI podem apresentar volatilidade nas cotas?

Apesar de os Fundos Referenciados DI possuírem a obrigatoriedade de aplicar no mínimo 95% do seu patrimônio em títulos que remuneram direta ou indiretamente o CDI, esses fundos podem apresentar oscilação nas cotas em virtude da necessidade legal de contabilização dos títulos pelos preços de mercado. Mas o que é Marcação a Mercado?

"Marcação a Mercado consiste em registrar todos os ativos para efeito de valorização e cálculo de cotas dos fundos de investimento, pelos preços praticados no mercado diariamente".

No caso dos Fundos Referenciados DI, mesmo que a carteira de títulos seja composta por títulos pós-fixados que remuneram o CDI, podem ocorrer oscilações nos preços de negociação de mercado em virtude de uma alteração na percepção de risco daquele título (Ex: aumento ou diminuição do risco de pagamento por parte do emissor do título, falta de liquidez, entre outros fatores.). Como resultado dessa alteração de percepção, o mercado passará a negociar aquele título com uma remuneração maior ou menor que a remuneração estabelecida em sua emissão. Nesse caso, dizemos que o título está sendo negociado com ágio/deságio. Mas o que é ágio? Deságio?

Quando um título de renda fixa é negociado no mercado por um preço maior do que o preço estabelecido por sua taxa original (taxa de emissão ou compra), dizemos que o título está sendo negociado com ágio. Por outro lado, quando um título é negociado no mercado por um preço menor do que o preço estabelecido por sua taxa original, dizemos que o título está sendo negociado com deságio. Dessa forma, um título que originalmente remunerava a variação do CDI será negociado com deságio, caso passe a ser negociado por um preço menor que, por sua vez, resultará em uma taxa maior daquela data até o vencimento do título (Ex: 105% do CDI ou CDI + 1% ao ano).

Portanto, como consequência da adoção do procedimento de marcação a mercado, a cota do fundo deverá refletir o impacto causado por um aumento ou diminuição do ágio/deságio que os títulos são negociados, independentemente da alteração do patamar de taxa de juros estabelecido pelo Banco Central.

TÍTULOS NEGOCIADOS COM ÁGIO TÍTULOS NEGOCIADOS COM DESÁGIO
PREÇO DOS ATIVOS
SOBE
PREÇO DOS ATIVOS
CAI
Valor da cota do Fundo
SOBE
Valor da cota do Fundo
CAI


Portanto, quanto maior for a exposição em posições prefixadas de um fundo, maiores tenderão a ser as oscilações nas cotas.

8. Quanto maior for a exposição prefixada de um Fundo em relação ao seu patrimônio total, maior será a exposição de risco de um Fundo de Renda Fixa?

Não necessariamente, pois uma posição prefixada pode ser constituída por títulos e operações com vencimento curto ou por títulos e operações com vencimento longo. Uma posição prefixada, constituída por títulos e operações com vencimento curto, é menos arriscada, pois quanto menor o prazo de vencimento dos títulos, menor a probabilidade de variação nas taxas de juros nesse período. Já a posição prefixada, constituída por títulos e operações com vencimento longo, é mais arriscada, pois, quanto maior o prazo de vencimento dos títulos, maior a probabilidade de variação nas taxas de juros nesse período.

9. Quanto representa a oscilação nas cotas dos Fundos de Renda Fixa?

O impacto na cota será proporcional à participação dos títulos pós-fixados e prefixados na carteira do fundo e dos respectivos prazos de vencimento desses títulos. No caso dos títulos pós-fixados a oscilação advém do patamar de taxa (ágio/deságio) em que eles passarem a ser negociados. No caso dos títulos prefixados, a oscilação advém da oscilação das taxas praticadas pelo mercado.

10. É melhor investir em Fundos de vários bancos, ou aplicar todo o dinheiro nos Fundos de único Banco?

Se o Banco oferece uma ampla variedade de Fundos para as suas necessidades, você não precisa procurar outro Banco. Dessa forma, fica muito mais fácil acompanhar o desempenho dos seus investimentos, porque você só vai receber um extrato para todas as suas aplicações. Além disso, investindo no Bradesco, você pode contar com toda nossa tradição e segurança, além do apoio da Consultoria de Investimentos.

11. Nos Fundos, quando é cobrado o (IR) Imposto de Renda e (IOF) Imposto sobre Operações Financeiras?

IR

De acordo com a Lei vigente, as alíquotas sobre os rendimentos são:

- Fundos de Renda Fixa, Referenciados DI’s, Multimercados, Cambiais e Dívida Externa

Período de Permanência em dias corridos Alíquota básica aplicada semestralmente nos meses de maio e novembro Alíquota complementar Total
0 até 180 15,00% 7,50% 22,50%
181 até 360 15,00% 5,00% 20,00%
361 até 720 15,00% 2,50% 17,50%
Acima de 720 15,00% 0,00% 15,00%


- Fundos Curto Prazo

Período de Permanência em dias corridos Alíquota básica aplicada semestralmente nos meses de maio e novembro Alíquota complementar Total
0 até 180 20,00% 2,50% 22,50%
Acima de 180 20,00% 0,00% 20,00%


- Fundo Principal Protegido

Período de Permanência em dias corridos Alíquota básica aplicada semestralmente nos meses de maio e novembro Alíquota complementar Total
0 até 180 20,00% 2,50% 22,50%
Acima de 180 20,00% 0,00% 20,00%


- Fundos de Renda Variável: 15% sobre o rendimento auferido, retido na fonte, no resgate

IOF

Este Imposto incide sobre os Fundos de Renda Fixa com liquidez diária, mediante uma tabela válida para todo o mercado. Quanto mais tempo o dinheiro fica aplicado, menor a incidência. A partir do trigésimo dia, a aplicação fica totalmente isenta da cobrança.

Nº Dias de(*)% IOF Nº Dias de(*)% IOF Nº Dias de(*)% IOF
01 96 11 63 21 30
02 93 12 60 22 26
03 90 13 56 23 23
04 86 14 53 24 20
05 83 15 50 25 16
06 80 16 46 26 13
07 76 17 43 27 10
08 73 18 40 28 06
09 70 19 36 29 03
10 66 20 33 30 00


12. Por que os Fundos de Renda Variável ou alguns Fundos Multimercado podem ter rentabilidade negativa mesmo quando a Bolsa sobe? Por que esses Fundos podem cair mais do que a Bolsa cai ou subir menos que do que a Bolsa sobe?

Nem sempre as ações que se valorizam na Bolsa são as que compõem a carteira do Fundo. É importante analisar o ocorrido no mercado nesses dias, considerando a composição da carteira.

13. Se eu tenho alguma dúvida ou preciso de uma informação, o que eu posso fazer?

Você conta com uma equipe de profissionais especializados em consultoria financeira e na orientação dos melhores Investimentos para você. Entre em contato pelo 0800.7041616 ou envie um e-mail para Consultoria de Investimentos.

No ShopInvest, seu canal de investimentos na Internet, você realiza aplicações, resgates, agendamentos, consulta a posição de suas aplicações e ainda se mantém atualizado sobre o mercado econômico.

No BDN - Bradesco Dia e Noite, você consulta e movimenta as suas aplicações.

Além disso, o seu Gerente Bradesco sempre está disposto a ajudá-lo na escolha do melhor investimento.